O café para muitos é considerado a bebida dos Deuses, já para outros é só um simples café, mas uma coisa que todos nós concordamos é que café é bom demais.

Produzido a partir dos grãos torrados do cafeeiro, o café tornou-se uma bebiba mundialmente conhecida tanto pelo seu ótimo cheiro que desperta qualquer pessoa como pelo seu sabor inconfundível.

Sua história começa no século IX, onde ele era originário das terras altas da Etiópia e acabou ganhando o mundo através da Europa e Egito.

Uma lenda conta que um pastor chamado Kaldi observou que seus carneiros ficavam muito mais espertos após comer as folhas e os frutos do cafeeiro, o pastor  então resolveu provar o fruto e sentiu maior vivacidade e notou que ficou muito mais “esperto”.

Um monge da região informado sobre o caso, começou então a utilizar uma infusão  dos frutos para resistir ao sono enquanto orava.

As tribos africanos também já conheciam o café e seu poder de vivacidade, então eles moíam os grãos e com isso faziam uma pasta que servia para alimentar os animais e aumentar as forças de seus guerreiros.

O conhecimento real dos efeitos do café passaram a ser realmente conhecidos no século XVI, onde ele passou a ser utilizado no Oriente e foi torrado a primeira vez na Pérsia.

No ano de 1475 em Constantinopla surge a primeira loja de café que para se espalhar pelo mundo, se beneficiou pela expansão do islamismo e pelo desenvolvimento de negócios proporcionado pelo descobrimento.

Em  1570 o café chegou a Itália onde ele era proibido para cristãos e foi liberado para consumo após o Papa Clemente VIII provar a bebiba.

Em 1652 a Inglaterra abre a sua primeira casa de café na Europa, onde 2 anos depois (1654) a Itália também abriria a sua primeira casa de café.

Vinte anos após a Inglaterra abrir sua primeira casa de café, era a vez da França ter a sua casa de café e inovar no modo de servir o café adicionando açúcar a ele.

Já no Brasil, o sargento Francisco de Melo Palheta lançou-se em uma missão de conseguir mudas de café, onde fez uma viajem até a Guiana Francesa e lá de aproximou da esposa do governador da capital Caiena. Uma vez conquistada a confiança, conseguiu uma muda do café-arábico que foi trazida clandestinamente para o Brasil.

O sucesso da lavoura cafeeira no Brasil aconteceu em São Paulo durante a primeira parte do século XX, fazendo com que o estado se tornasse um dos mais ricos do país.

Atualmente o Brasil consome anualmente cerca de 20 milhões de sacas de café o que corresponde a 173 bilhões de xícaras. Com o surgimento dos cafés blends que misturam cafés de várias procedências, o café brasileiro perde competitividade, já que uma lei impede o país de importar café verde de outros países.

Coube os Italianos em 1905 comercializar a primeira máquina de café expresso onde no mesmo ano, foi inventado um processo que permitia descafeinar o café.

E você, depois de ler essa pequena história ficou com vontade de tomar um cafezinho? Antes de ir correndo pegar uma xícara de café ou fazer aquele café expresso, saiba como o café é servido pelo mundo afora e depois confira uma lista que a veja fez com as melhores casas de café de São Paulo.

infografico_cafe_para_todos_os_gostos

coffee-on-the-world

Em um momento de descontração para aliviar a tensão, aguçar o paladar e deixar a mente trabalhar sem pressa e sem stress.

Seja para reunir os colegas ou a família, ele sempre estará presente alegrando e melhorando o ambiente com seu perfume e aroma inconfundível.

Servido na xícara, na caneca ou no copo após o primeiro gole seu corpo e mente despertam. Entre várias idéias e informações que passam em sua mente ao mesmo tempo, em alguns minutos você consegue pensar e chegar a solução que desejava.

Presente em todas as partes do mundo e servido de maneiras diferentes, com chantilly, chocolate entre outras coisas e mais, porém uma coisa você poderá ter certeza: Que o doce sabor do café, sempre estará presente.