(Fonte da imagem: Reprodução/Terrafugia)

(Fonte da imagem: Reprodução/Terrafugia)

Você já pensou em como seria legal se os carros voadores realmente fossem utilizados? Se a resposta for positiva, saiba que você não está sozinho nessa — tanto que há uma empresa chamada Terrafugia, voltada exclusivamente para este fim. E o mais legal é que o primeiro modelo da companhia está para ser lançado em um futuro próximo.

Nós estamos falando da empresa do executivo e co-fundador Carl Dietrich, que tem Ph.D. pelo Instituto de Tecnologia de Massachussetts (MIT) e sonha em colocar os carros voadores nas ruas e no ar. Segundo ele, essa é a solução para resolver a questão do trânsito cada vez mais lento, resultando em uma economia de até US$ 125 bilhões somente para os Estados Unidos.

Rápido, prático e caro

Para atingir seu objetivo, ele trabalha desde 2006 para colocar no mercado o veículo que é conhecido simplesmente como The Transition. O automóvel é uma espécie de avião pequeno, com uma velocidade de cruzeiro de 160 km/h e movido à gasolina, tornando-se até 30% mais barato de ser abastecido do que aeronaves normais de pequeno porte.

A diferença para os aviões regulares, por assim dizer, é que o The Transition conta com quatro rodas e pode recolher as suas asas sempre que necessário, em questão de minutos. Dessa maneira, quando a pessoa pousa depois do voo, basta apertar um botão e depois ir dirigindo da maneira “normal” até a sua própria casa.

Contudo, transitar entre o céu e a terra não é algo tão fácil assim. Como o veículo é considerado uma espécie de híbrido entre aeronave e um carro, é necessário que você tenha a licença para pilotar nas duas modalidades. Além disso, o preço da novidade não é acessível para maioria, já que, na “pré-compra”, ela custa US$ 279 mil (cerca de R$ 558 mil, sem impostos).

Além de tudo isso, em entrevista com o pessoal o site Mashable, Dietrich conta que um outro modelo está para sair do papel, mas ainda não chega a ter um protótipo. O nome do veículo é TF-X, sendo que ele é uma espécie de fusão entre um helicóptero e um carro, mas ele ainda está na fase de testes de design.

A grande diferença para o modelo Transition é o fato de que o TF-X voa de maneira praticamente toda computadorizada, de modo que, em teoria, a pessoa não precisa ter licença de voo. Ele também é capaz de ser estacionado ou pousado em locais mais convencionais, como estacionamentos, já que ele pousa de maneira vertical.

Fonte: TecMundo